emagrecimento mulher pesando na balança

Quando você perde peso, seu corpo luta de volta para conseguir compensar. Você pode ser capaz de perder muito peso no início, sem muito esforço.

No entanto, a perda de peso pode abrandar ou parar completamente após um tempo. Este artigo lista 15 razões comuns pelas quais você não está perdendo peso.

1. Talvez você esteja perdendo sem perceber.

Você não precisa enlouquecer ainda. É incrivelmente comum para a balança não mudar por alguns dias (ou semanas) de cada vez. Isso NÃO significa que você não está perdendo gordura.

O peso corporal tende a flutuar por alguns quilos. Desta forma, os alimentos que você está comendo, e os hormônios também podem ter um efeito importante na quantidade de água que o corpo retém (especialmente nas mulheres). Além disso, é possível ganhar músculo ao mesmo tempo que você perder gordura.

Esta é uma coisa boa, como o que você realmente quer perder é gordura corporal, não apenas peso.

É uma boa ideia usar algo diferente da balança para avaliar seu progresso. Por exemplo, medir a circunferência da cintura e obter a sua percentagem de gordura corporal medida uma vez por mês.

Além disso, quão bem suas roupas se encaixam e como você se olha no espelho pode ser muito revelador. A menos que seu peso tenha ficado preso no mesmo ponto por mais de 1-2 semanas, você provavelmente não precisa se preocupar com nada.

 

2. Você não está mantendo o controle do que está comendo.

Consciência é extremamente importante se você está tentando perder peso. Muitas pessoas realmente não têm ideia do que ou quanto eles realmente estão comendo.

Estudos mostram que manter o controle de sua dieta ajuda com a perda de peso. Pessoas que usam diários alimentares, ou tirar fotos de suas refeições, constantemente perdem mais peso do que as pessoas que não.

 

3. Você não está comendo bastante proteína.

A proteína é o nutriente mais importante para perder peso. Comer proteína a 25–30% das calorias pode aumentar o metabolismo de 80–100 calorias por dia e fazer com que você coma automaticamente centenas de calorias a menos por dia. Também pode reduzir drasticamente os desejos e desejos de petiscar.

Isso é parcialmente mediado pelos efeitos da proteína sobre os hormônios reguladores do apetite, como a grelina e outros. Se você tomar café da manhã, não se esqueça de carregar proteína.

Estudos mostram que aqueles que comem um pequeno almoço rico em proteínas são menos famintos e têm menos desejos ao longo do dia.

Uma alta ingestão de proteínas também ajuda a prevenir a desaceleração metabólica, um efeito colateral comum de perder peso. Também ajuda a prevenir a recuperação de peso.

 

4. Você está comendo muitas calorias.

Um grande número de pessoas que têm problemas para perder peso está simplesmente comendo muitas calorias. Você pode pensar que isso não se aplica a você, mas tenha em mente que os estudos mostram consistentemente que as pessoas tendem a subestimar sua ingestão de calorias em uma quantidade significativa (14, 15, 16).

Se você não está perdendo peso, você deve tentar pesar seus alimentos e controlar suas calorias por um tempo.

Geralmente não é necessário contar calorias e pesar tudo para o resto de sua vida. Eu, pessoalmente, apenas faço a cada poucos meses por alguns dias de cada vez para obter uma “sensação” de quanto eu deveria estar comendo.

 

5. Você não está comendo alimentos saudáveis e/ou integrais.

A qualidade dos alimentos é tão importante quanto a quantidade. Comer alimentos saudáveis pode melhorar a sua saúde e ajudar a regular o seu apetite.

Estes alimentos tendem a ter muito mais enchimento do que suas contrapartes processadas.

Tenha em mente que muitos alimentos processados ​​rotulados como “alimentos saudáveis” não são realmente saudáveis.

 

6. Você está comendo compulsivamente (mesmo em alimentos saudáveis).

A compulsão alimentar é um efeito colateral comum da dieta. Envolve rapidamente a ingestão de grandes quantidades de alimentos, muitas vezes muito mais do que seu corpo precisa.

Este é um problema significativo para muitos dieters. Alguns deles se alimentam de junk food, enquanto outros gastam alimentos relativamente saudáveis, incluindo nozes, manteigas de nozes, chocolate amargo, queijo, etc.

Mesmo que algo seja saudável, suas calorias ainda contam. Dependendo do volume, uma simples compulsão pode arruinar a dieta de uma semana inteira.

 

7. Você não está fazendo cardio, ou está fazendo muito pouco.

Exercício cardiovascular, também conhecido como cardio ou exercício aeróbico, é qualquer tipo de exercício que aumenta sua freqüência cardíaca. Inclui atividades como corrida, ciclismo e natação.

É uma das formas mais eficazes de melhorar sua saúde. Também é muito eficaz na queima de gordura da barriga, a gordura “visceral” prejudicial que se acumula em torno de seus órgãos e causa doenças.

Gente, vamos combinar que um pouco de cardio não faz mal a ninguém.

 

8. Você ainda está “bebendo” açúcar.

As bebidas açucaradas são os itens que mais engordam no suprimento de alimentos. Nossos cérebros não compensam as calorias neles, fazendo-nos comer menos de outros alimentos.

Isso não é apenas verdade de bebidas açucaradas como Coca-Cola e Pepsi; Também se aplica a bebidas “mais saudáveis” como sucos de caixa – que também são carregados com açúcar.

 

9. Você não está dormindo bem.

Um bom sono é um dos fatores mais importantes para sua saúde física e mental, assim como seu peso. Estudos mostram que o sono ruim é um dos maiores fatores de risco para a obesidade. Adultos e crianças com sono ruim têm risco 55% e 89% maior de se tornarem obesos, respectivamente.

 

10. Você não está cortando os carboidratos.

Se você tem muito peso a perder e / ou problemas metabólicos como diabetes tipo 2 ou pré-diabetes, você pode querer considerar uma dieta baixa em carboidratos.

Em estudos de curto prazo, esse tipo de dieta tem demonstrado causar até 2 a 3 vezes mais perda de peso do que a dieta padrão “baixa em gordura” que é frequentemente recomendada.

Dietas de baixo carboidrato também podem levar a melhorias em muitos marcadores metabólicos, como triglicerídeos, colesterol HDL “bom” e açúcar no sangue, para citar alguns.

 

11. Você não está bebendo água.

Beber água pode beneficiar a perda de peso. Em um estudo de perda de peso de 12 semanas, pessoas que beberam meio litro de água 30 minutos antes das refeições perderam 44% mais peso do que aquelas que não beberam.

A água potável também mostrou aumentar o número de calorias queimadas em 24 a 30% durante um período de 1,5 horas.

 

12. Você está bebendo muito álcool.

Se você gosta de álcool, mas quer perder peso, pode ser melhor manter os espíritos (como a vodca) misturados com uma bebida de zero caloria. Cerveja, vinho e bebidas alcoólicas açucaradas são muito altas em calorias.

Também tenha em mente que o álcool em si tem cerca de 7 calorias por grama, o que é alto. Dito isto, estudos sobre álcool e peso mostram resultados mistos. Beber moderadamente parece estar bem, enquanto beber pesado está ligado ao ganho de peso.

 

13. Você é viciado em Fast Food.

Segundo um estudo de 2014, cerca de 19,9% das pessoas na América do Norte e na Europa satisfazem os critérios de dependência alimentar.

As pessoas que têm esse problema usam Fastfood de maneira similar ao uso de drogas por usuários de drogas.

Se você é viciado em Fast food, então simplesmente comer menos ou mudar sua dieta pode parecer completamente impossível. Veja como conseguir ajuda.

 

14. Você tem uma condição médica que está dificultando as coisas.

Existem algumas condições médicas que podem impulsionar o ganho de peso e dificultar muito a perda de peso. Estes incluem hipotireoidismo, síndrome do ovário policístico (SOP) e apneia do sono.

Certos medicamentos também podem dificultar a perda de peso ou até mesmo causar ganho de peso. Se você acha que algum destes se aplica a você, fale com seu médico sobre suas opções.

 

15. Suas expectativas são irreais.

A perda de peso geralmente é um processo lento. Muitas pessoas perdem a paciência antes de atingir seu objetivo final. Embora muitas vezes é possível perder peso rápido no início, muito poucas pessoas podem continuar a perder peso a uma taxa de mais de 1-2 quilos por semana.

Outro grande problema é que muitas pessoas têm expectativas irreais do que é viável com uma dieta saudável e exercício. A verdade é que nem todos podem parecer um modelo de fitness ou fisiculturista. As fotos que você vê em revistas e outros lugares são frequentemente aprimoradas.

Se você já perdeu algum peso e se sente bem consigo mesmo, mas a balança não parece querer se mexer mais, então talvez você deva começar a aceitar seu corpo como ele é.

Em algum momento, o seu peso vai atingir um ponto de ajuste saudável, onde o seu corpo se sente confortável. Por este motivo, tentar ir além disso pode não valer o esforço e pode até ser impossível para você.

 

Resumo.

A perda de peso nem sempre é fácil e vários fatores podem levar à paralisação. No nível mais básico, a perda de peso ocorre quando a ingestão de calorias é igual ou superior ao gasto calórico.

Tente estratégias que vão desde comer consciente para manter um diário alimentar, de comer mais proteína para fazer exercícios de força. No final, mudar seu peso e seu estilo de vida exige dedicação, autodisciplina, perseverança e resiliência.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *